Arquivo de Tag | baiadaesperança

Resenha: Baía da Esperança, Jojo Moyes

baiares

“… Mike diz que, na verdade, tudo se resume a uma história de amor…”.

Se pudéssemos escolher uma palavra que definisse toda a história contada por Jojo Moyes em Baía da Esperança sem dúvidas seria amor. E no livro o encontramos de toda forma: fraternal, maternal, carnal, pelos animais, por um lugar… Sem dúvidas, um romance emocionante.

A história é contada através da narrativa de diversos personagens, o que dá ao leitor uma ampla perspectiva do enredo e diferentes pontos de vista dos acontecimentos. Essa estratégia facilita a compreensão dos personagens, pois não os conhecemos somente através de um único narrador, o que acaba por enaltecer as características pertinentes de cada um.

O romance começa com histórias paralelas em Londres e em Silver Bay, na Austrália. O ritmo é meio lento no início do livro, mas aos poucos as histórias se cruzam e fica bem interessante. Mike, investidor do mercado imobiliário londrino, ao procurar um local para seu novo empreendimento, encontra em Silver Bay as “condições ideais” para o sucesso do projeto. Ao viajar até o local para conseguir as licenças necessárias para o início da obra, Mike hospeda-se no Hotel Baía da Esperança; e é nesse momento que a história se unifica.

Para quem já leu alguns livros do autor Nicholas Sparks, é quase impossível não perceber semelhanças com suas tramas: uma área litorânea intocada pelo tempo, um segredo de família, um relacionamento amoroso improvável, uma causa nobre, ciúmes, um amor que ultrapassa o tempo… Apesar dos pontos em comum, é bem prazeroso perceber a diferença da escrita e na forma de conduzir a narrativa, de cada autor até chegar ao desfecho. Como leitora, perceber tanto as similaridades quanto as diferenças foi algo que me agradou muito.

De volta à história, o personagem de Mike é o típico homem de negócios, que almejou sucesso desde muito cedo e planejou tudo para chegar ao seu objetivo. Extremamente pragmático, ele não tinha muitas paixões em sua vida, e até mesmo seu noivado se encaixava dentro de seus planos para assumir a empresa na qual trabalha, atingindo seu ápice profissional. Mas, ao chegar a Silver Bay, é possível acompanhar como o modo de vida e os residentes do local vão interferindo em sua personalidade, o fazendo repensar seus valores e objetivos, e finalmente cativando paixões que ele nunca sentiu. Chama atenção o seguinte contraste no personagem: no que diz respeito aos negócios, ele é um exímio pesquisador, checando sempre todas as possibilidades. Já com relação às pessoas que o rodeiam, interessa-se muito pouco, nunca se envolvendo profundamente com suas questões, característica que vai se transformando ao longo da história.

O núcleo do Hotel Baía da Esperança é formado principalmente pelas mulheres que o habitam: Kathleen, Liza e sua filha Hanna. Desde o início, fica explícito que a personalidade fechada de Liza é consequência de um trauma de seu passado, segredo guardado por sua tia Kathleen. A principal atividade comercial do local é a observação de golfinhos e baleias, algo que o projeto milionário da empresa de Mike coloca diretamente em risco. Quando as intenções iniciais de Mike vêm à tona, ele já não possui os mesmos objetivos de quando chega a Silver Bay. Aí acontece a grande reviravolta do personagem, onde ele renuncia ao seu antigo modo de vida para lutar por seus ideais. O impasse entre moradores locais e a empresa de Mike torna-se o foco na trama, e “sem querer” acaba tendo como consequência a revelação do segredo de Liza.

No momento que o passado de Liza é exposto, o leitor – que caso ainda não estivesse envolvido com a história – fica completamente absorvido por ela. Várias “pistas” do contexto do que seria seu trauma vão sendo dadas aos poucos ao longo da narrativa, principalmente por Hanna. Sua conflituosa relação com a mãe é reflexo dos medos adquiridos por Liza ao longo de sua vida, e a sequência de encontros e reencontros que ocorrem a partir da revelação são catárticos.

Confesso que quando alguns personagens não tiveram o retorno esperado, mesmo com suas atitudes desprezíveis, fiquei um pouco frustrada, como aquele sentimento de “não é possível que não vá acontecer nada mais grave com esta pessoa?!”. Mas ao avançar um pouco mais na história e finalmente chegar ao seu desfecho, entendi: não é um livro sobre vingança ou sobre justiça, é um livro sobre amor. E ao permitir aos seus personagens encontrar o amor que tanto buscaram, fosse ele por um lugar, um filho, um amante, um irmão, animais ou até mesmo por si próprio, Jojo Moyes entrega sua mensagem e finaliza com elegância e emoção um de seus melhores romances.

13275784_1138224046244635_1301740189_n

Baía da Esperança: Sinopse

baiadaesperanca

O livro desta semana é de uma de minhas escritoras preferidas e que com certeza veremos muitas resenhas por aqui. Baía da Esperança foi escrito em 2007 pela autora Jojo Moyes e lançado este ano aqui no Brasil. Como dia 16 deste mês teremos lançamento do filme Como eu era antes de você, baseado em outro romance da mesma escritora, acredito que teremos dobradinha especial da Jojo Moyes aqui no blog! Por enquanto fiquem com as sinopses de Baía da Esperança e em breve a resenha!! Boa Semana e boa leitura a todos!!!

————————————————————————————————————————————–

” Quando Mike Dormer parte de Londres para uma cidadezinha litorânea da Austrália, a fim de empreender a construção de um resort de luxo, tudo o que ele tem em mente é mais um contrato milionário. Mas o destino lhe reserva algo diferente. Baía da Esperança não é um lugar qualquer, e os habitantes do excêntrico, mas decadente, Hotel Silver Bay – a enigmática marinheira Liza McCullen, sua filha de dez anos e tia Kathleen, lendária caçadora de tubarões, além das tripulações de observação de baleias – logo perceberão o apetite predatório do forasteiro Mike. Assim que os efeitos da megaconstrução começam a impactar a vida das baleias e golfinhos da região, os mundos de Liza e Mike entram em um conflito de dramáticos resultados. Perigos inesperados irão confrontar os habitantes locais, sejam criaturas marinhas ou seres humanos. E Mike será obrigado a responder à pergunta que paira sobre Baía da Esperança: até onde se pode chegar, antes de se acabar destruindo aquilo que se ama?”

Fonte: Skoob

” Liza nunca conseguiu fugir do passado. Mas nas praias paradisíacas da encantadora comunidade de Silver Bay ela ao menos encontrou a liberdade e a segurança que procurava – se não para ela, para sua filha pequena, Hannah. Até que Mike Dormer se hospeda no hotel que Liza administra com a tia.

Um perfeito cavalheiro inglês, com roupas elegantes e olhar sério, Mike pode significar o fim de tudo que Liza trabalhou tão arduamente para proteger: não apenas o negócio da família e o lugar de que tanto gosta, mas principalmente a convicção de que ela nunca amaria nem seria digna de amor outra vez.”

Fonte: Contracapa do Livro