Arquivos

Resenha: Sete minutos depois da meia-noite

Imagem12

“Homens são monstros complicados”

Estava querendo uma leitura rápida e leve, e acabei pegando “Sete Minutos Depois da Meia-Noite”, do autor americano Patrick Ness, da prateleira. A leitura foi rápida, mas longe de ser leve.
A obra conta a história de Conor, um garoto de 13 anos cuja mãe está enfrentando um rigoroso tratamento contra o câncer. Na escola, seus amigos ignoram sua presença, com exceção de um grupo que diariamente faz bullying com ele. Todas as noites, Conor tem o mesmo pesadelo; até que em uma delas, à 00:07, ele recebe a visita de um monstro que lhe faz uma proposta: contar ao menino três histórias e depois disto, escutar apenas uma de Conor, a sua verdade.

tiff-9-monster-calls

Apesar de muito bem escrito e de conter elementos de fantasia, o livro é triste do começo ao fim, daqueles que levam às lágrimas em vários momentos. A narrativa desenvolve-se perfeitamente, e muitos dos diálogos e personagens exigem reflexão. Não se engane pelo tamanho do livro, pois ele traz bastante conteúdo.

Terminada a leitura, fui pesquisar sobre o autor e descobri algo tocante: a ideia para “Sete minutos” foi dada a ele por Siobhan Dowd, escritora inglesa que lutava contra o câncer e faleceu em 2007 com apenas 47 anos. Temendo não conseguir finalizar a obra devida sua condição, Siobhan entrega a temática central da história para seu amigo Patrick, que a executa com louvor. É importante falar que todos os direitos autorais do livro vão para a Fundação Siobhan Dowd.
A história foi adaptada para o cinema e está no catálogo da Netflix. Com Sigourney Weaver e Felicity Jones no elenco, além de belas imagens, consegue ser ainda mais emocionante que o livro. É um daqueles raros casos em que o filme se equipara em qualidade ao livro. Leiam, assistam ou ambos; trata-se de uma história essencial sobre amor, culpa e luto.
Ps. Em minha opinião, apesar do que diz a indicação, não é um filme para crianças. E prepare o lencinho.

 

Sobre o autor(a): Jenny Lawson

jlawson

Jenny Lawson é uma jornalista, escritora e blogueira americana de 43 anos, nascida em Wall, Texas. Ela é a autora do site The Bloggess e anteriormente escreveu o blog I’ll Advised, é co-autora de Good Mom / Bad Mom no Houston Chronicle e foi colunista da revista Sexis. Ela também costumava escrever uma coluna de conselho chamada “Ask The Bloggess” para o The Personal News Network (PNN.com).

Ela sofre de artrite reumatóide, TOC, ADD, depressão e transtorno de ansiedade; escreveu uma autobiografia chamada Let’s Pretend This Never Happened, lançada em 17 de abril de 2012, que foi, em 2012, o número um best-seller do New York Times e é bem conhecida por seu estilo de escrita irreverente.

Fontes: Wikipédia.

 

Blog da escritora: http://thebloggess.com/

Twitter: @TheBloggess

Sobre o autor: Ransom Riggs

ransom riggs

Início da vida e da educação

Riggs nasceu em Maryland em 1979 em uma fazenda de 200 anos de idade, e cresceu na Flórida. Ele estudou literatura Inglesa no Kenyon College, e cinema na Universidade da Califórnia do Sul.

Carreira

Seu trabalho em curtas-metragens para a Internet e blogs garantiu-lhe um emprego escrevendo The Sherlock Holmes Handbook, que foi lançado em conjunto com filme Sherlock Holmes de 2009.

Riggs colecionava fotografias vernáculas curiosas e se questionou seu editor, Quirk Books, sobre o uso de algumas delas em um livro de imagens. Por sugestão de um editor, Riggs utilizou as fotografias como um guia para montar uma narrativa. O livro resultante foi O Orfanato da senhorita Peregrine para Crianças Peculiares, que fez parte da lista de best-sellers do New York Times, e foi adaptado para o filme de mesmo nome em 2016, dirigido por Tim Burton.

O segundo romance de Miss Peregrine, Cidade dos Etéreos, foi lançado em 14 de janeiro de 2014. O terceiro volume da série de Miss Peregrine, intitulado Biblioteca de Almas, foi anunciado no início de 2015 e lançado em setembro do mesmo ano.

Vida pessoal

Riggs atualmente vive em Santa Monica, Califórnia, e em 2013 casou-se com a também escritora Tahereh Mafi.

Fonte: Wikipédia, tradução livre feita pela autora do Blog.

Sobre a autora: Janne Teller

Janne_Teller_8966

O estilo literário da dinamarquesa Janne Teller consiste principalmente em romances e ensaios, mas também contém histórias curtas – e obras para jovens adultos. Sempre concentradas nas perspectivas existenciais maiores da vida e da civilização humana, muitas vezes suas histórias despertam debates controversos e aquecidos. A escritora já recebeu muitos prêmios literários, e seu trabalho já foi traduzido para mais de 25 idiomas.

Pensando em revolucionar os chamados Young Adults, publicou em 2000 na Dinamarca o romance existencial Nada (em dinamarquês Intet). A obra foi aclamada pela crítica e causou uma polêmica generalizada na Escandinávia, sendo inicialmente proibida. Mas desde sua publicação internacional, viu crescer seu sucesso tornando-se um best-seller internacional e, hoje, é considerada uma obra neoclássica por numerosos críticos em todo o mundo. O romance recebeu diversos prêmios, entre eles Michael L. Printz Honor Book para a edição inglesa em 2011 e o Danish Ministry of Culture’s children book da Dinamarca.

Formada em Macroeconomia, Janne Teller trabalhou para as Nações Unidas e na União Europeia na resolução de conflitos e questões humanitárias ao redor do mundo, particularmente na África. Passou a dedicar-se completamente à escrita de ficção a partir de 1995. Durante vários anos, foi membro do Conselho de Associação de Escritores de Ficção Dinamarqueses, e também do Conselho Editorial da versão dinamarquesa da revista intelectual, Lettre International.

A escritora viveu em inúmeros lugares: Bruxelas, Paris, Milão, Dar es Salaam e Maputo. Atualmente, aos 52 anos, ela reside em Nova Iorque, nos EUA.

Fonte: Wikipédia (tradução livre e pessoal)

https://en.wikipedia.org/wiki/Janne_Teller

Sinopse do Livro: Belgravia, Julian Fellowes

Adoro histórias de época! E a ficha técnica do escritor na contracapa, criador de Downton Abbey, fala por si:

julian-fellowes-02 ” Ator, escritor, diretor e produtor de cinema e tv, autor de dois romances e mestre em literatura pela Magdalene College, em Cambridge, Julian Fellowes é o criador da aclamada série de tv Downton Abbey, que também roteirizou e produziu e pela qual recebeu três prêmios Emmy. No cinema, recebeu o Oscar de melhor roteiro original por Assassinato em Gosford Park (2002) e prêmios do Writer’s Guild of America, do The New York Film Critics Circle e da National Society of Film Critics. Natural do Cairo, no Egito, e criado em Londres, Julian Fellowes recebeu em 2011 o título de Barão Fellowes de West Stafford, tornando-se par vitalício do Pariato do Reino Unido e passando em seguida a integrar a Câmara dos Lordes. Atualmente mora com a esposa, Emma, parte do tempo em Dorset e parte em Londres.”

O livro foi publicado inicialmente em 11 capítulos independentes para e-book.

untitled

“Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.

Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.

No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square”.

Fonte: Site Intrínseca – http://www.intrinseca.com.br/livro/652/

 

Sobre a autora: Kiera Cass

kieracass

Kiera Cass cresceu na Carolina do Sul nos Estados Unidos; ao terminar o ensino médio, queria ingressar no mercado teatral então foi para a Coastal Carolina University, onde se fornou em Teatro Musical. Logo depois ingressou na Radford University para estudar Música, mas acabou mudando para Comunicação e em seguida para História, que foi sua formação final.

Mudou-se para Blacksburg onde se casou e teve filhos. Em 2007, muito abalada após uma tragédia local, tentou de diversas formas superar o trauma. Encontrou na escrita um meio de seguir em frente, e sua primeira história foi sobre uma personagem que teve que lidar com seus problemas. Não chegou a finalizar esta obra, pois começou a escrever The Siren (A Sereia, em tradução livre). Adquiriu então o hábito de escrever e deu vida à diversas histórias, incluindo a série de sucesso, A Seleção.

Atualmente, vive em Christiansburg, Virginia, com seu marido e os dois filhos. Recebeu o título de #01bestseller do New York Times com a série A Seleção. Curiosidade: a escritora é apaixonada por cupcakes e material de escritório!

Fonte: Site da escritora (www.kieracass.com) e Skoob.

Sobre a autora: Marian Keyes

mariankeyes

Marian Keyes é uma das romancistas irlandesas mais bem sucedidas de todos os tempos. Embora ela tenha sido criada em uma casa onde eram contadas muitas histórias, nunca lhe ocorreu que ela poderia se tornar uma escritora. Ao invés disso, ela estudou direito e contabilidade, mas somente em 1993 começou a escrever alguns contos. Embora não tivesse a intenção de escrever um romance (“Levaria muito tempo”), mandou seus contos para uma editora, com uma carta sugerindo que ela havia começado a trabalhar em um romance. Os editores lhe responderam pedindo para ver o material, e após o pânico inicial, ela começou a escrever o que posteriormente se tornaria seu primeiro livro: Melancia.

O livro foi publicado na Irlanda em 1995 e obteve sucesso imediato. O seu estilo de escrita descontraído e com o típico humor irlandês agradou a diferentes faixas etárias, o que facilitou a disseminação do romance por toda a Grã-Bretanha, de forma que Melancia foi categorizado como um livro de ‘novos talentos’. Outros países seguiram este processo (especialmente os EUA em 1997) e, atualmente, a escritora já teve seus trabalhos publicados em trinta e três línguas diferentes.

Até hoje, a mulher que disse que nunca iria escrever um romance, já publicou treze deles: Melancia, Casório, Férias, Agora ou Nunca, Sushi, Los Angeles, Um best-seller para chamar de meu, Tem alguém aí?, Cheio de Charme, A estrela mais brilhante no céu, Chá de Sumiço e A mulher que roubou minha vida; todos best-sellers, totalizando trinta milhões de livros vendidos até 2016. Tem alguém aí? ganhou o prêmio British Book Awards para a ficção popular e o prêmio Melissa Nathan de Comédia Romance. Cheio de Charme ganhou o prêmio Irish Book para a ficção popular.

Os livros tratam de diversas formas de doenças atuais, incluindo: dependência, depressão, violência doméstica, julgamentos e outras graves doenças, mas sempre com compaixão, humor e esperança.

Em 2009, Marian enfrentou um episódio depressivo mais grave e precisou parar de trabalhar. Eventualmente, ela descobriu que cozinhar bolos a ajuda a sobreviver; e em 2012, ela publicou Saved by Cake, que combina receitas com a sua autobiografia.

Em 2014 e 2015, com a publicação da A mulher que roubou minha vida, Marian apareceu em diversos programas de TV como: Strictly Come Dancing – It Takes Two, The Great British Bake Off Extra Slice and the Apprentice – You’ve Been Fired.

Além de romances, ela também já escreveu contos e artigos para várias revistas e outras publicações. Ela já publicou três coleções de seus trabalhos voltados para o jornalismo, intitulados Under the Duvet e Further Under the Duvet, e doou todos os lucrosdas vendas irlandesas para a Comunidade Simon, uma instituição de caridade que trabalha com desabrigados. Em 2016 Marian publicou uma nova coleção de ensaios, Making It Up As I Go Along.

Ela nasceu em Limerick, em 1963, e cresceu em Cavan, Cork, Galway e Dublin; durante seus vinte e poucos anos viveu em Londres, mas agora mora em Dun Laoghaire com o marido, Tony. Ela inclui entre seus passatempos, leitura, filmes, sapatos, bolsas e feminismo.

Fonte: site de escritora: http://www.mariankeyes.com/home

Sobre a autora: Sara Pennypacker

sara pennypacker

Nascida em Massachusetts, EUA, Sara Pennypacker é uma premiada autora de livros infantis. Recebeu diversos prêmios, incluindo o Prêmio Christopher por Clementines’s Letter e o Prêmio Kite de Ouro por Pierre In Love.

A escritora é fundadora do programa ShareOurBooks.org, que empresta livros fornecidos pelos próprios autores. Também viaja muito para palestrar sobre a importância da alfabetização e o incentivo dos mais jovens à leitura. Atualmente, divide seu tempo entre a Flórida e Massachusetts.

Pax é seu primeiro romance publicado no Brasil.

Fontes: Wikipédia e site da Editora Intrínseca.

Para saber mais sobre a escritora e sua bibliografia, acesse sua página oficial:

http://www.sarapennypacker.com/

Sobre a autora: Victoria Aveyard

victoriaaveyard

Victoria Aveyard é uma escritora americana de 25 anos, formada com BFA em Screenwriting (algo como produção de roteiros) pela Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles e representada pela Suzie Townsend em New Leaf Literary & Media, Inc. O livro A Rainha Vermelha, vencedor em 2015 do prêmio Goodreads Choice Awards Melhor Debut Novel, é o resultado de um difícil ano em sua vida, pois a escritora havia terminado a faculdade  e estava desempregada.

Dividindo seu tempo entre a sua cidade natal, East Longmeadow – Massachusetts e Los Angeles, ela atualmente trabalha no terceiro volume da série A Rainha Vermelha dentre outros projetos literários e também para o cinema. Fã de Game of Thrones e Netflix, tem como orgulho pessoal ter viajado de Edimburgo à Londres sem a ajuda de um GPS.

Fontes: Skoob e Página pessoal da autora.

 

Site da escritora: http://victoriaaveyard.com/

Blog da escritora: www.victoriaaveyard.blogspot.com

Página no facebook: https://www.facebook.com/victoriaaveyard

Twitter: @victoriaaveyard

Sobre o Autor: Fábio Magalhães

fábio magalhães

Fábio Pereira Magalhães ou “Fábio Magalhães” como é conhecido, é um dos mais novos escritores brasileiros a lançar seu primeiro livro aos 24 anos de idade. Nascido no interior do Paraná, na cidade de Umuarama, cresceu no sítio de seus avós paternos, próximo a cidade de Maria Helena Pr., a mesma cidade onde ele cursou o ensino fundamental e médio.

Filho de um casal de feirantes trabalhou no campo ajudando seu pai até os 19 anos de idade, logo após passou a trabalhar na cidade em uma loja de decorações, como montador e carregador de móveis, ajudando a montar eventos nos finais de semana, na mesma empresa.

Durante sua vida trabalhou em diferentes empregos, tais como frentista, feirante, vigilante, os quais serviam, principalmente, para custear as despesas da vida. No entanto, imerso numa depressão, após ser dispensado de um desses empregos, resolveu ampliar uma história anteriormente engavetada. Assim, uniu a história a diferentes poemas que redigia em momentos de lazer, os quais deram fruto a sua primeira obra.

Ao perguntar se ele ainda queria estar trabalhando no emprego no qual foi dispensado, ele então respondeu: “Estou onde deveria estar hoje!”.

Caso queira saber mais sobre ele seu instagram é @fabiomagalhaes_escritor. O livro pode ser encontrado para venda no site da Livraria Cultura.

————————————————————————————————————————-

Nota da Leitora Dinâmica: Normalmente, este não é o gênero de leitura que me atrai. Como vocês podem perceber no Blog, costumo somente divulgar trabalhos os quais me identifico e leio, mas a história do Fábio me chamou atenção. E acredito que todos nós, iniciantes ou não, devemos nos ajudar sempre que possível, sendo esta a melhor forma de convivermos em sociedade, tornando-a um lugar melhor. Neste caso, foi isso que procurei fazer. Segue abaixo alguns links sobre a história de vida do escritor:

https://www.facebook.com/CidadeUrgenteCanal32/videos/1057091554355089/?pnref=story

https://www.youtube.com/channel/UC0-1PxeQiZ5g1eRhYlpxspQ