O Som do Amor, de Jojo Moyes.

Imagem3

Esqueça tudo que você já leu de Jojo Moyes. O Som do Amor – cujo título não faz jus à história – é um enorme “ponto fora da curva” na carreira da escritora. E antes que vcs me arremessem objetos eu digo: isto foi EXCELENTE.
O livro possui um dos melhores ritmos e o maior número de reviravoltas (sem perder a qualidade) que já li. Somado a isto, personagens muito complexos e carismáticos, descritos de forma inteligente por um narrador “onipresente” – que conta a história e ao mesmo tempo as reflexões de todos.
Jojo foi capaz de escrever um livro com uma carga enorme de “suspense e conspiração” sem perder a beleza de sua escrita, com passagens e diálogos maravilhosos., carregados de emoção.
Vi nesta obra algo que tb já vi em “Quem é você Alasca?”: quando o enredo é bem pensado e amarrado, nos envolvemos com os personagens, acompanhamos seu amadurecimento e quando o grande “ápice” da história é revelado, você percebe que ele foi iniciado capítulos atrás, de uma forma sutil e nem um pouco descarada. Ou seja, o trabalho foi bem feito.
Não quero falar mais para não dar spoilers, então insisto: desconsiderem o título e a sinopse e leiam. E não pq eles sejam ruins, mas a rica história que é contada vai muito além deles. Entrou na briga pelo meu top10.
Ps. Foto tirada na Urca, com a Baía de Guanabara ao fundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *