Crítica do filme: O Círculo, Dave Eggers

The-Cirlce

Mesmo não gostando de ver adaptações literárias para o cinema antes de ler o livro, devido à falta de tempo, fui assistir “O Círculo” sem ter feito a leitura. Com elenco conhecido – Emma Watson, Tom Hanks, John Boyega – e direção de James Ponsoldt, a adaptação da história de Dave Eggers traz como tema principal a discussão entre público x privado na era das redes sociais. A obra conta a história de Mae, uma jovem que consegue a oportunidade de trabalhar no “Círculo”, empresa do Vale do Silício, aos moldes de Google/Facebook, mas que reuniu tds as redes em uma só, unificando todo o sistema. A plataforma obtém o controle de toda e qualquer informação dos seus usuários.
Fui assistir ao filme empolgada, pois o tema é interessante e sou fã da Emma Watson. Mas infelizmente, tive umas das maiores decepções no que diz respeito ao cinema. Sério, o filme é horrível! Atuações sofríveis de quase todos os atores, enredo pobre e previsível, diálogos tenebrosos, e ares de “1984” teen. Qdo a história finalmente tem um turnover, sinalizando uma melhora, o filme simplesmente acaba. Saindo da sala de cinema, vi os olhares constrangidos das pessoas embasbacadas em perder 2hrs de suas vidas assistindo “aquilo”. Mas ainda não havia desistido do livro.
Li mais de 20 resenhas, e qse todas tinham em comum a seguinte frase: “o livro não é bom, a narrativa é arrastada, mas a discussão proposta é importante”. Gente, que a discussão é importante ninguém duvida, Black Mirror (Netflix) ta aí esfregando isto na nossa cara. Então, ler um livro de mais de 500 pgs somente pela temática proposta estava me incomodando, até que encontrei a crítica feita por Camila von Holdefer (www.camilavonholdefer.com.br)e sou muito grata a ela por sua sinceridade e competência. Sem rodeios, Camila dissecou a obra de Eggers, julgando-a ser o rascunho de algo maior, que duvida da inteligência do leitor e conta com cenas de sexo (que o filme não abordou) constrangedoras. Diante de seus argumentos nítidos e concisos, decidi não fazer a leitura.
Pode ser que em algum momento eu mude de opinião, mas por ora, assistir a um dos piores filmes que já vi foi o suficiente sobre O Círculo por um bom tempo. Vamos em frente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *